Do lixo ao ruído, Zero aponta números que têm que mudar no ambiente

Francisco Ferreira, da Zero, alerta que "estamos muito acima dos valores legais para o ruído".

Do excesso de lixo produzido por cada habitante ao ruído em excesso provocado pelo aeroporto da capital, a associação ambientalista Zero apontou hoje uma dúzia de números que têm de mudar no ambiente.

Num comunicado divulgado a propósito do Dia Mundial do Ambiente, a Zero defende que num contexto de alteração da normalidade provocado pela pandemia da Covid-19, é preciso começar a criar condições para “uma nova realidade que proteja de crises futuras que já se avizinham”.

Um dos números que aponta como urgente mudar é a quantidade de resíduos produzida em Portugal, um “descalabro” em que cada habitante produz anualmente em média 507 quilos – em números de 2018 -, quando a meta para este ano é 410 quilos.

Saiba mais em TSF.pt