Holanda quer fechar famílias em cabines (para as aproximar)

Mais uma vez cai por terra a máxima de que as grandes ideias resultam de pensar fora da caixa.

A Flexotels, uma empresa holandesa, mudou o seu target e, numa altura em que os festivais estão a ser cancelados a nível mundial, decidiu mudar o seu modelo de negócio: adaptou as suas cabines que habitualmente servem de dormitório em festivais para aproximar as pessoas em tempo de isolamento social. Segundo avança a Reuters, esta é uma forma de manter a empresa ativa até à próxima onda de festivais, em 2021, e ainda de ajudar a aproximação de famílias.

Desta forma, diversas famílias que contam com pessoas em grupos de risco – nomeadamente idosos – conseguem encontrar-se com o devido distanciamento social, ajudando assim a combater a solidão. Estas cabines estão a servir residências seniores e unidades de saúde está prevista a distribuição por mais locais em território holandês e ainda na Bélgica.